quarta-feira, 11 de março de 2009

Rara aparição...

Dia daqueles engraçados hoje. Acordei assim assim. Não queria sair de casa de jeito nenhum, desliguei o telefone mas tinha que tomar uma atitude. Enfim, tomei banho bem mal humorada para ver se animava a ir ao menos na rua comprar alguma coisa pois não havia nada para o café da manhã aqui. Me vesti e quando abri a porta da rua, havia uma cestinha de purim, com celofane, laços de fita, doces e bolinhos e um lindo cartão praticamente anônimo pois não conheço quem assina. Milagre de Purim, pensei. Não sem antes sorrir e voltar para dentro de casa e tomar o café da manhã que estava na minha porta. Coisas que só acontecem em Jerusalém, claro. Provavelmente quem deixou a cestinha aqui foi algum morador generoso do prédio. Ou não. Talvez seja milagre mesmo: porta errada. Mas não havia nomes no cartão. Nem o meu. Enfim, nada como começar um dia em que você acorda péssima com uma cesta de café da manhã na sua porta.  Fui para a rua fotografar. O resultado está lá no meu outro blog (www.photojerusalem.blogspot.com)  Outro milagre: me fotografaram com as meninas do exército de Israel quando estava na rua Ben Yehudá registrando o Purim. Estavamos todas felizes e em paz:

Um comentário:

Djabal disse...

A cesta tem muito remetentes, apenas um conseguiu obter o sucesso suplementar de entregá-la. O estado de espírito do Purim é muito difuso mesmo. Três sorrisos lindos. Beijos.