sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

É de manhã

Chove os cântaros em Jerusalém.
Acordei escutando João em Live in Montreux
Os passarinhos  também.
Vieram todos para a árvore perto da minha janela.
Estão bem protegidos e num sonoro só. 
Muito suave. Até dói.
É João.




Um comentário:

Djabal disse...

"Na história de nosso amor, um foi sempre
Uma tribo nômade, outro uma nação
em seu próprio solo
Quando trocamos de lugar, tudo
tinha acabado.
O tempo passará por nós, como paisagens
Passam por trás de atores parados em suas marcas
Quando se roda um filme.
As palavras
Passarão por nossos lábios. Até as lágrimas
Passarão por nossos olhos.
O tempo passará
Por cada um em seu lugar.
E na geografia do resto de
nossas vidas.
Quem será uma ilha e quem uma península
Ficará claro pra cada um de nós
No resto de nossas vidas
Em noite de amor com outros".

Yehuda Amichai,por Millôr.